Por que a América Latina tem tamanha obsessão por mega-hidrelétricas?

China 0 Comment 0

Frequentemente tida como motivo de orgulho nacional, a matriz hídrica da América Latina gera custos ambientais cada vez maiores e é alvo de protestos crescentes. Será que as mega-hidrelétricas da região estão com os dias contados?

Chovera torrencialmente no mês de abril de 2014. No início de maio, os responsáveis pela operação da hidrelétrica Cachoeira Caldeirão, no Amapá, que terá potencial para gerar 219 MW quando estiver concluída, sabiam que o nível do rio Araguari estava muito alto. Se não liberassem rapidamente parte do excesso de volume, a própria barragem seria posta em risco. Não haveria perigo para os moradores da região, uma vez que a vazão excedente seria absorvida por duas outras usinas instaladas rio abaixo, pensavam os operadores da hidrelétrica.

Acontece que, por uma falha de comunicação, ninguém alertou a pequena cidade de Ferreira Gomes, que fica às margens do Araguari, 50km rio abaixo de Cachoeira Caldeirão.

Related: ‘O Pantanal é patrimônio nacional’: protegendo a maior planície alagável do planeta

Related: Race to renewable: five developing countries ditching fossil fuels

Related: A government of death is plundering our ancient Munduruku lands. Help us stop it

Related: Belo Monte, Brazil: The tribes living in the shadow of a megadam

Continue reading…
Source: china
Link : Por que a América Latina tem tamanha obsessão por mega-hidrelétricas?

Author

Leave a comment

Search

Back to Top